topo

seja bem-vindo

............................................... ...............................................

ANTEPROJETOS DE LEI CONTRA MAUS CONSTRUTORES

PEC DA CELERIDADE PEC DA CELERIDADE EMENTA: ―As mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal nos termos do § 3° do Art. 60 da Constituição Federal, promulgam a seguinte Emenda ao texto constitucional: Art.1°- O Art. 59da CF passa a viger com a seguinte redação: Art. 59 – §1°..................... .................. §2° - Todas as proposições que tramitam no Senado Federal,na Câmara dos Deputados, Assembléias Legislativas e Câmaras Municipais por mais de dois anos e um dia, deverão ser incluídas pelos Presidentes das respectivas Casas de Leis para apreciação do povo brasileiro no plebiscito que ocorrer com a próxima eleição do pais. As proposições aprovadas no plebiscito serão promulgadas pelo Presidente do Congresso Nacional, Presidentes das Assembléia Legislativas e Câmaras Municipais no prazo máximo de trinta dias contados da data do plebiscito e entrarão em vigor a partir da publicação em Diário Oficial da União, dos Estados e Municípios. Art 2° - É incluído no Art 103B da CF o inciso VIII, passando a viger com a seguinte redação: Art 103B- VIII - receber dos tribunais estaduais e federais a relação dos processos em tramite por mais de dois anos e um dia e determinar a estes tribunais que os incluam no regime de mutirão, com uso do sábado, domingo e feriados. O sentencia mento deve ocorrer no prazo máximo de seis meses, sob pena de intervenção do CNJ. Quando as pessoas se unem,a fé aumenta,a dor diminui,a esperança aparece e o amor resplandece. Quando as pessoas se unem,a fé aumenta,a dor diminui,a esperança aparece e o amor resplandece.

MENUS

frase de bispo

INFORMATIVO:

MANDE SEU COMENTÁRIO

MANDE SEU COMENTÁRIO

terça-feira, 3 de maio de 2011

Devem os Ateus serem Capelães Militares?

exército
Soldados do Exército os EUA do 508 Batalhão de Tropas Especiais , 82ª Divisão Aerotransportada alinhados na Base Operacional Avançada (FOB) Walton, na cidade de Kandahar, sul do Afeganistão, 28 mar 2010.

O chefe do maior órgão representativo dos capelães nas Forças Armadas dos EUA e a Administração de Veteranos não pensa assim.

Um artigo do New York Times esta semana destacou o caso apresentado por organizações humanistas e ateus que capelães humanistas são necessários para servir os não crentes nas forças armadas. Um grupo humanista pediu uma audiência com os chefes dos capelães para discutir a proposta.

Pensando sobre o assunto, Paul Vicalvi, diretor executivo da Comissão de Capelães da Associação Nacional de Evangélicos, que representa mais de 1.200 capelães nas Forças Armadas, disse que estava "perplexo" quando ouviu o pedido.

Falando ao The Christian Post, Vicalvi, um capelão reformado do exército de mais de 30 anos, disse que não vê razão para capelães humanistas.

"Tradicionalmente, os capelães são vistos como uma pessoa de uma fé de maior potência. Isso iria redefinir a capelania se uma pessoa sem fé se torna um capelão," disse ele.

O Exército dos EUA exige que os capelães obtenham "uma aprovação eclesiástica" de seu "grupo religioso," a fim de se qualificar para o serviço. Devem também possuir uma licenciatura em estudos teológicos ou religiosos.

Quando vem ao argumento de que os capelães humanistas são necessários para cuidar das tropas com as crenças ou valores ateus, Vicalvi salientou que esse papel já é ocupado por psicólogos ou conselheiros na área militar, a maior parte vem de um passado humanista secular, de acordo com sua experiência.

Além disso, ele enfatizou que os capelães existentes, incluindo os que representam o Cristianismo evangélico, já servem ateus ou descrentes em serviço militar ativo. Capelães no exército dos EUA devem ministrar às necessidades espirituais e emocionais das pessoas na ativa, independentemente de sua fé ou não-fé.

Vicalvi rejeitou a caracterização feita por ateus militares que os capelães evangélicos empurram o Cristianismo goela abaixo do povo. Mesmo se os eventos de temática cristã são organizados, eles são financiados por dinheiro não-militar e a participação é sempre voluntária.

Respeito a outras religiões é algo que o Comissão de Capelães da NAE leva a sério, disse o seu líder.

Membros afiliados da comissão, que inclui grandes denominações como a Assembléia de Deus e a Igreja de Deus (Cleveland, Tennessee), endossam seus próprios capelães, mas a Comissão endossa diretamente capelães em nome das menores denominações e Igrejas independentes.

Antes da Comissão Capelães da NAE aprovar qualquer capelão, Vicalvi, disse que ele entrevista o candidato para se certificar de que ele compreende que os capelães têm a responsabilidade de servir com respeito os militares de qualquer fé e os de não-fé.

"Capelães evangélicos são ensinados a respeitar a fé ou a não fé de qualquer pessoa nas forças armadas. Não é que nós somos contra as pessoas que não têm fé ou pensam que são pessoas menores. Nós estamos lá e temos respeito por todo mundo. Esse é o nosso ensino fundamental," disse ele.

Mesmo que os capelães cristãos são ensinados a não usar as sessões de aconselhamento para fazer proselitismo, isso não significa que eles não podem falar sobre sua fé.

"Nós também nos reservamos o direito de dizer aos outros sobre a nossa fé cristã, se for solicitado," acrescentou Vicalvi.

Durante seu serviço como um capelão do Exército, Vicalvi disse que aconselhou os colegas do Exército a partir de uma variedade de fundos de fé, incluindo Wiccans.

"A fé deles seria diferente da minha. Eu os ouvi e gostaria de aconselhá-los tanto quanto eu poderia, seja problemas familiares ou outros problemas. Quando venha a fé Wicca, gostaria de passá-los a alguém de sua fé," explicou o chefe do Comissão de Capelães da NAE.

Enquanto ele acredita que os ateus ou humanistas não se qualificam para servir como capelães nas Forças Armadas, Vicalvi argumentou que o humanismo é uma religião, mesmo que não se atribua um "poder maior".

"O humanismo é uma religião. é uma forma de motivação, ética, tomada de decisão do dia-a-dia," disse ele.

"Não é um poder além de si mesmos, ou força maior, mas eles têm um Deus e é homem. Humanistas que afirmam que eles têm o poder dentro de si para ser o que eles querem ser."

No final, Vicalvi disse que vê as demandas para capelães ateus sendo menos sobre as necessidades das tropas da ativa e mais sobre uma minoria de novos ateus que querem espalhar o seu movimento anti-cristão da praça pública para os militares.

"Acredito que essa é uma minoria militante e é especificamente contra o Cristianismo evangélico."

Fonte: http://portuguese.christianpost.com/noticias/20110428/devem-os-ateus-serem-capelaes-militares/

Dê um play aqui, e ouça...

>>>>>>>>>>>>>

PESQUISE POR AQUI...

BARRA DE VÍDEOS MILITARES

Loading...

Arquivo do blog